Publicado em:
20
10/2017

Expomusic 2017 reuniu negócios, entretenimento, conhecimento e educação musical

Feira recebeu mais de 35 mil visitantes, entre profissionais e público em geral. Para atender uma antiga demanda do mercado, próxima edição está confirmada para o primeiro semestre de 2019.

Posicionada entre as maiores feiras do mundo em seu segmento, a Expomusic 2017 foi encerrada no dia 8 de outubro. Realizada pela Abemúsica e Francal Feiras, no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo, esta edição manteve a tendência mundial dos grandes eventos profissionais do setor ao reunir lançamentos das grandes marcas nacionais e internacionais de instrumentos, equipamentos e acessórios junto com uma ampla programação de shows, entretenimento, conteúdo profissional e educação musical.

A feira foi visitada por 35 mil pessoas, entre lojistas, músicos, profissionais do setor e público em geral. Desse total, 4.121 foram compradores (CNPJ), ou seja, público interessado em realizar negócios com os expositores.

A próxima edição da feira está confirmada para o primeiro semestre de 2019. A mudança atende a uma antiga demanda das empresas expositoras, ao mesmo tempo que busca se adequar ao cenário econômico adverso. No entanto, para 2018 estão previstas edições regionais com foco exclusivo nos negócios com lojistas. As praças e datas serão divulgadas oportunamente.

Para o presidente da Abemúsica, Synésio Batista da Costa, é clara a redução da capacidade de investimentos dos agentes do mercado. “É tempo de uma avaliação mais de longo prazo sobre os rumos, o novo formato e o futuro do negócio da música”, explica.

Negócios
A Expomusic 2017 reuniu 115 fabricantes, importadores, distribuidores, startups e empreendedores do segmento de instrumentos musicais, equipamentos, acessórios e soluções. A feira é responsável por movimentar ou dar início a boa parte dos negócios anuais realizados pela cadeia musical. Dados da Abemúsica – Associação Brasileira da Música mostram que, somadas, as vendas da indústria e do varejo atingiram em torno de R$ 1 bilhão em 2016.

Pelo segundo ano, a feira promoveu as Rodadas de Negócios, um conjunto de reuniões pré-agendadas que possibilitaram o contato direto e pessoal entre expositores e compradores convidados pela organização, selecionados de acordo com o perfil de produtos que comercializam.
Ao todo, foram realizadas 220 reuniões nos dias 4 e 5 de outubro, entre 27 empresas expositoras e 27 compradores, que prospectaram R$ 7,96 milhões em negócios para os próximos 12 meses.

IA – Salão de Iluminação e Áudio Pró
Nesta edição, a Expomusic contou com um espaço inédito e exclusivo para fabricantes e importadores de iluminação e áudio profissional, o Salão de Iluminação e Áudio Profissional, que funcionou nos três primeiros dias da feira.

O salão foi criado para proporcionar um atendimento mais direcionado aos profissionais que visitaram a feira em busca de tecnologias, soluções e novidades em sonorização e iluminação para grandes eventos e instalações. Além da realização de negócios, a iniciativa contemplou uma programação técnica com mais de 12 horas de palestras e painéis sobre iluminação e áudio ministradas por renomados profissionais.

Entretenimento
No segmento de entretenimento, a Expomusic 2017 ofereceu mais de 400 horas de shows, entre programação oficial e atrações promovidas pelos expositores em seus estandes.

A Arena Expomusic, na parte externa do pavilhão, reuniu shows de bandas como Lírios do Vale, um dos principais expoentes do rock católico; o Festival das Escolas de Música, com apresentação de 16 bandas selecionadas em duas categorias de idade; o Aquarian Day Drum Show, uma performance com três dos mais renomados bateristas brasileiros; e o Rock Lounge, maratona com 40 bandas independentes.

No Hall de Entrada, apresentaram-se os projetos Quixote Espaço Comunitário e Bateras 100% Brasil, e a cantora de jazz Victoria Secomandi. Entre os muitos shows do Expomusic Fest - que concentrou atrações como food trucks, bar, exposição de fotos, pinturas, grafites e pôsteres, estúdio de tatuagem, salão de beleza, barbearia, lojas temáticas e área para crianças – estiveram a Banda Folk Corcel, o violonista Daniel Padim, as bandas Kiss Cover Brazil Unplugged e Super Heroes David Bowie Tribute, o roqueiro Supla e muitos outros.

Conteúdo
Nos cinco dias da feira, o Expomusic Talks conectou os visitantes da feira com experts de diversas áreas do conhecimento. As 42 palestras, gratuitas e em formato dinâmico, foram ministradas por especialistas, jornalistas, empreendedores, e representantes de grandes empresas, que posicionaram a música num amplo espectro de temas, como inovação, gestão, tecnologia, marketing, branding, direitos autorais, storytelling, influencers, mulheres na música, redes sociais, design thinking e muitos.

Educação Musical
A educação musical sempre foi uma das prioridades da feira e nesta edição, mais uma vez o evento contou com uma área exclusiva para Musicalização Infantil, tanto para adultos (pais, professores e demais interessados) quanto para as centenas de crianças que participaram das atividades.

A coordenação do espaço foi do Instituto Bateras Beat, escola com metodologia reconhecida no Brasil e no exterior e maior rede de escolas de bateria da América Latina, e da empresa JOG Vibratom, que forneceu seus instrumentos desenvolvidos especialmente para o aprendizado.

Nos dias 6, 7 e 8, a Expomusic recebeu cerca de 2 mil crianças e jovens, alunos de escolas regulares, ONGs e projetos sociais.

Homenagem
Wanira Salles, gerente da Francal Feiras, que esteve à frente da Expomusic por mais de 30 anos, foi homenageada no dia 7, quando estiveram presentes as filhas Milena e Maíra, a neta Manoela e o genro Eduardo. A atual gerente da feira, Maria Amélia Abdalla, Abdala Jamil Abdala, presidente da Francal Feiras, e Synésio Batista da Costa, presidente da Abemúsica, lembraram sua trajetória como amiga e profissional.

Fonte: Primeira Página